26 de jan de 2019

ATO DE SOLIDARIEDADE A CUBA EM SÃO PAULO

LINDO ATO ! 


Neste sábado (26) entidades partidárias e movimentos populares se reuniram  em frente ao consulado cubano em São Paulo para prestar solidariedade ao país e repudiar as provocações por parte da extrema direita nos últimos dias.



Fascistas( grupos contra-revolucionários aliados ao MBL) sendo rechaçados de Ato de solidariedade a Cuba, Consulado Geral de Cuba em São Paulo






       O ato de apoio foi realizado pelo fato de que  havia uma notícia de que a direita faria ali uma manifestação contra Cuba.     Apareceram, na verdade alguns coxinhas do MBL e gusanos cubanos alguns armados,que foram devidamente expulsos do local.   São muito corajosos(SQN) . Parece que na hora H......

Parabéns a todos e todas participantes !!! TMJ !



MAIS FOTOS DO ATO:








                  EM FRENTE AO CONSULADO



                          Na porta do Consulado Cubano 


Fonte: Jornalistas Livres e Movimento Paulista de Solidariedade a Cuba.
crédito: Janete Dutra
Fotos: Guilherme Imbassahy • Jornalistas Livres

25 de jan de 2019

LANÇAMENTO EM CUBA DA CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE "LULA LIVRE, JÁ "





DE CUBA, APELO AO MUNDO PELA LIBERDADE DE LULA CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE “LULA LIVRE, JÁ”


Publicado em 25 janeiro, 2019por siempreconcuba


Lula livre, Já! Esse será nosso objetivo a partir de hoje, junto a milhões de mulheres e homens dignos do planeta, expressou nesta sexta-feira Fernando González Llort, presidente do Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP) ao convocar à campanha de solidariedade com o ex presidente brasileiro injustamente encarcerado. A convocação foi feita na  XIII Oficina Internacional sobre Paradigmas Emancipatórios.
Texto do lançamento da campanha :
Fidel Castro Ruz, líder histórico e voz presente da Revolução Cubana, mais de uma vez afirmou e recordou-nos que o internacionalismo constitui a melhor essência do Socialismo.
Hoje materializamos uma nova ação internacionalista. Desta vez chamamos a somar-nos, todos os revolucionários cubanos, de forma bem mais marcada e intensa, ao movimento internacional de solidariedade com o ex-presidente Lula.
Muitas de nossas organizações sociais, desde que Lula foi injustamente encarcerado, de forma espontânea e alentadora começaram a desenvolver ações a favor de sua libertação.
A partir de hoje somaremos todas as forças e multiplicaremos nossos esforços exigindo a liberdade imediata para o ex-presidente de origem operária  e que tanto fez pelos mais pobres de seu país. Para que as vozes demandando sua liberdade sejam escutadas em toda a órbita.
Os estudantes, os jovens em geral, as mulheres, os sindicalistas, os camponeses, os cientistas e intelectuais e toda nossa sociedade organizada, demonstrarão, com fatos, algo do que nos orgulhamos: Cuba jamais abandona  seus verdadeiros amigos, menos ainda que são vítimas de injustiças continuadas.
A direita está dando em toda América Latina e no Caribe uma batalha em grande escala, mediante a manipulação do poder judicial, para criminalizar de forma seletiva os líderes de esquerda em todos os níveis.
Essa direita, por natureza corrupta e corruptora, agora não  tem escrúpulos para mentir e com isso destruir a imagem pública de figuras como Lula, Dilma Rousseff e Cristina Fernández de Kirchner. Conspira, sem limite algum, para tergiversar os melhores legados destes, nada mais e nada menos que manipulando a bandeira legítima da luta contra a corrupção.
Destas três figuras, Lula cumpre sentença de 12 anos e 1 mês por um delito que não cometeu. Basta esta expressão do promotor que propôs sua sanção original “não tenho provas, mas tenho a convicção”. Ou seja, sem prova alguma expressa sua convicção de que Lula é culpado.
Nós confiamos na inocência de Lula. Não só porque até hoje nenhum juiz, nem nenhum promotor lhe provaram delito algum, senão porque homens públicos como ele, homens com sentido de suas responsabilidades históricas como ele, jamais se atreveriam a comprometer sua imagem  frente a seus povos.
Um culpado não pede que seus delitos lhe sejam provados. Um culpado não colabora com os órgãos do poder judiciário como Lula o fez. Um culpado não faz declarações como as seguintes pouco antes de se apresentar ante seus carcereiros:
§ “Saibam – disse à multidão de povo que o aplaudia – que este pescoço aqui não se baixa, porque vou sair com a cabeça erguida e com o peito no alto, porque vou provar minha inocência”.
§ “Vou enfrentá-los olho a olho, e vou fazer-lhes frente aceitando o cumprimento da ordem” (referia-se à ordem de detenção).
§ “Vou até lá (para o cárcere em Curitiba) para que saibam que não tenho medo, que não vou fugir, para que saibam que provarei minha inocência”.
Assim falou Lula a seus seguidores. Assim falou ao mundo. Assim falou a seus filhos e netos. Assim mostrou sua segurança em sua inocência. Assim, e por essa firmeza e essa convicção, nós lhe apoiaremos com decisão, até que esteja livre.
Façamos realidade o chamado solidário feito pelo General de Exército, Raúl Castro Ruz, em primeiro de janeiro passado: transformemos a solidariedade com Lula em causa comum das cubanas e cubanos. Ajudemos a que todas as pessoas honestas do planeta contribuam com sua liberdade e  que cessem os ataques e a perseguição judicial contra as ex -presidentas Dilma Rousseff e Cristina Fernández de Kirchner.
A ocasião é propícia. A XIII Oficina Internacional sobre Paradigmas Emancipatórios tem demandado, com justa razão e sentido de urgência, que a solidariedade entre os povos seja transformada em fatos tangíveis, em obra coletiva que some à necessária unidade entre eles.
Unamos-nos também na condenação e  rejeição enérgiaos à tentativa de impor na Venezuela, através de um golpe de estado, um governo fantoche a serviço dos Estados Unidos.
É parte, como a perseguição a Dilma e Cristina e o encarceramento de Lula, de uma estratégia do imperialismo.
Lula livre, Já. Esse será nosso objetivo a partir de hoje, junto a milhões de mulheres e homens dignos do planeta.
Veja no vídeo Fernando González, presidente do ICAP, apresenta a convocatória :
https://www.youtube.com/watch?time_continue=444&v=hQnWfY4_AuM




24 de jan de 2019

#WeAreMADURO

TODOS COM MADURO
WeAreMaduro
Recusamos o golpe ingerencista do governo de EUA contra a República Bolivariana de Venezuela, que desconhece e vulnera a decisão soberana do povo venezuelano que em eleições absolutamente democráticas e transparentes, na presença de observadores internacionais elegeu Nicolás Maduro como seu legítimo Presidente.

Em 22 de janeiro o vice-presidente dos Estados Unidos da América Mike Pence enviou uma mensagem gravada, emitida por 2527 meios de comunicação ao mesmo tempo, preparada durante três dias em coordenação com a tenebrosa OEA, conclamando à subversão contra o governo de Maduro.
Ante os olhos do mundo e da maneira mais grotesca demonstrou-se a inexistência da oposição. Quem paga e manda foi quem falou, e deu a ordem ao fantoche da vez preparado para esta ocasião: Juan Guaidó, anunciando a cena que o mundo veria hoje.

A assembleia em comunicado que não representa ninguém, que viola os princípios do direito e a Constituição, que responde diretamente aos interesses de EE.UU, e cuja presidência por alternância assumiu Guaidó, se autonomeou presidente de Venezuela. Seria cômico se os fatos não fossem tão graves e se pusesse em alto risco a estabilidade da região.

Donal Trump deixou claro através de um tuiter o reconhecimento a Guaidó e depois dele o fez velozmente o vil secretário da OEA Luis Almagro, os mafiosos de Miami Marco Rubio e parte do cartel de Lima.

Não demoramos em conhecer que Guaidó desconhecido até há três dias, foi selecionado pela USAID e as agências de inteligência de EE.UU como o palhaço de turno para cumprir tão vergonhoso e usurpador papel. Diz que levará adiante um governo de transição, ao que não responde o povo, nem a Força Armada Nacional Bolivariana -FANB, nem nenhuma instituição.

Afirmamos:

1-Quem está no Palácio de Miraflores e exerce a Presidência da República é quem foi eleito pela maioria do povo venezuelano com mais de 67% dos votos: Nicolás Maduro Moros.

2- Quem se autoproclamou como presidente interino pediu refúgio em uma embaixada. Isto é, encontra-se em território estrangeiro.

3-A Força Armada Nacional Bolivariana -FANB e o alto comando militar reiterou seu apoio a Maduro.

4-Neste momento Guidó seria o presidente de dois poderes públicos o que viola a independência de poderes que a suposta oposição reclama, pondo à margem de toda legalidade.

5-A usurpação de funções qualifica como delito na Constituição de Venezuela, pelo que terá que ater à atuação da justiça.

6-Ante a ingerência imperial e a tentativa inesperada de golpe de estado, o governo do Presidente Nicolás Maduro rompeu relações diplomáticas com Estados Unidos e tem ordenado ao pessoal acreditado em Venezuela a abandonar o país em 72 hs.

7-A usurpação e ataques contra venezuelanos em todo mundo, pretende legitimar a montagem deste show no palco internacional para impor o "corredor humanitário" que não é outra coisa que a intervenção militar.
Chamamos aos amigos de Cuba e Venezuela no mundo, aos homens e mulheres de boa vontade, a apoiar o legítimo Presidente Nicolás Maduro, seu governo, e o povo irmão da Venezuela.

#Venezuela Não Está Sozinha!
#WeAreMaduro
#TodosComMaduro
#Não Passarão!

Comitê Internacional Paz, Justiça e Dignidade aos Povos, Liga Argentina pelos Direitos Humanos, Comitê Carioca de Solidariedade a Cuba.

23 de janeiro de 2019
Comitê Internacional Paz, Justiça e Dignidade aos Povos
510-219-0092 | info@TheInternationalCommittee.org Website

CUBA RECHAÇA AGRESSÃO CONTRA VENEZUELA


Declaração do Governo Revolucionário: Deve cessar a agressão contra Venezuela


O Governo Revolucionário da República de Cuba condena e recusa energicamente a tentativa de impor, através de um golpe de estado, um governo fantoche a serviço dos Estados Unidos na República Bolivariana de Venezuela e expressa sua invariável solidariedade com o Governo do presidente constitucional Nicolás Maduro Moros
 Autor: Granma | internet@granma.cu
23 de janeiro de 2019 21:01:57




Foto: Internet

O Governo Revolucionário da República de Cuba condena e rechaça a tentativa de impor, através de um golpe de estado, um governo fantoche a serviço dos Estados Unidos na República Bolivariana de Venezuela, e expressa sua invariável solidariedade com o Governo do presidente constitucional Nicolás Maduro Moros.
Os verdadeiros objetivos das ações contra Venezuela são controlar os vastos recursos dessa  nação irmã e destruir o valor de seu exemplo, como processo emancipatório e de defesa da dignidade e independência de Nossa América.
Como expressou  o presidente Miguel Díaz-Canel Bermúdez: “A soberania de nossos povos se define hoje na atitude ante  a  Venezuela. Respaldar o legítimo direito da nação irmã  a definir seu destino é defender a dignidade de todos”.
Não devem ser esquecidas outras tentativas como o golpe militar de  2002 e o golpe petroleiro do 2003, a agressiva Ordem Executiva dos Estados Unidos que qualifica a Venezuela como “uma ameaça incomum e extraordinária à segurança nacional e à política exterior” da superpotência, as medidas coercitivas unilaterais, o chamado a um golpe militar contra o Governo constitucional de Venezuela, a advertência do Presidente dos Estados Unidos de utilizar “uma possível opção militar” e a tentativa de magnicídio no último 4 de agosto contra o Presidente Maduro.
Os atos de um grupo de países e o vergonhoso papel da OEA constituem uma nova e desesperada tentativa de aplicar uma fracassada política de mudança de regime, que não se pôde impor devido à inquebrantável resistência do povo venezuelano e sua vontade de defender a soberania nacional.

Havana, 23 de janeiro de 2019


16 de jan de 2019

TEMA : ARMAS






Aproveitando a temática: ARMAS, quero compartilhar com vocês uma experiência que eu passei em Havana (2015), quando participei de um Congresso de Antropologia.


 Trata-se de uma praça em Havana Velha chamada PLAZA DE ARMAS. Eu fui até lá para tirar umas fotos e ver que tipos de armas estariam expostas nessa praça. Amigos, eram armas poderosas: uma Biblioteca muito bem equipada, vendedores de livros novos e usados ao redor da praça, Crianças tendo aulas em ambiente aberto com seus Professores e, ocasionalmente, a exibição de uma orquestra local. Fiquei emocionado com as armas que eu vi nessa praça. Que poder têm essas armas!












do facebook de : Adilson Dias Salles  

CAMPANHA PELA LIBERTAÇÃO DE JULIAN ASSANGE


Libertem Julian Assange de seu cárcere mediático
O jornalista Julian Assange está enclausurado há 8 anos na embaixada do Equador em Londres, sem que nenhuma denúncia  justifique os motivos desta detenção.
Apesar de não ter violado nenhuma lei, de nenhuma jurisdição das quais tem sido submetido, enfrenta uma extradição para os Estados Unidos, onde estaria irreversivelmente condenado.
Ao desinformar sobre os fatos que conduziram à sua reclusão ou silenciar o caso, os grandes grupos mediáticos se tornaram cúmplices da situação atual do cofundador de Wikileaks .
Estranha que Julian Assange não se tenha beneficiado do apoio em massa das instâncias corporativistas que costumam denunciar os encarceramentos de jornalistas ou defendem aos trabalhadores da informação.
Nosso direito a uma informação plural e verdadeira está massacrado cada vez que se nega a plena liberdade para Julian Assange. Os meios de comunicação têm o dever de proteger este direito e, portanto de oferecer uma informação isenta sobre sua situação.
Exigimos dos grandes grupos mediáticos que ponham fim ao deliberado silêncio sobre o caso Assange e que  informem objetivamente sobre os fatos que levaram o jornalista australiano às condições desumanas nas quais se encontra.

https://es.mediumweb.info/assangeesp








UE adverte EUA que vai por fim ao bloqueio "obsoleto e ilegal" contra Cuba




Frente a quem levanta muros, Bruxelas tende a pontes mediante a cooperação e o diálogo, declarou Federica Mogherini.
00:06
01:08
 bloqueio econômico e comercial de Estados Unidos contra Cuba é "obsoleto e ilegal", pelo que a União Européia trabalhará para "lhe pôr fim", advertiu a alta representante para a Política Exterior e de Segurança da União Europeia, Federica Mogherini, que se encontra de visita oficial no país latino-americano.
"O bloqueio não é a solução. Temos dito isso muitas vezes a nossos amigos estadunidenses e o afirmamos repetidamente nas Nações Unidas. O único efeito do bloqueio é piorar a qualidade de vida das mulheres, dos homens e das crianças cubanas", declarou Mogherini, citada pelo portal Cubadebate, durante uma conferência realizada nesta quarta-feira em Havana.

Ademais, a diplomata criticou as medidas adotadas pela Administração de Donald Trump contra a ilha e o retrocesso nas relações entre Washington e Havana. "Sei muito bem que nestes momentos há quem tente isolar Cuba, nós os europeus sabemos que estamos mais perto que nunca de vocês, que Cuba e os cubanos não estão sozinhos", assinalou.



"Evitar novos conflitos"

A chefa da diplomacia europeia instou a EE.UU. renunciar às "demonstrações de força", já que estas não conduzem a nenhuma parte e são "em realidade uma prova de debilidade".
"Vivemos em um mundo difícil e devemos evitar que novos conflitos se somem aos muitos que já temos. Construir muros é inútil, somente podem piorar a situação. A verdadeira força está no diálogo e na cooperação", defendeu.
Por último, Mogherini destacou que a "única" alternativa à atual "desordem internacional" é uma ordem mundial "mais cooperativa, mais justa e mais solidária baseada no multilateralismo”.







Original: https://actualidad.rt.com/actualidad/259096-mogherini-europa-fin-bloqueo-obsoleto-ilegal-eeuu-cuba?fbclid=IwAR2Ua7FRr29nXcsszoIS27peuMxvKOybanJbBc3RHLS6AnPx65I3Rwe-feM

13 de jan de 2019

NOVA EXIBIÇÃO DO FILME "CUBANAS" EMOCIONA O PÚBLICO.


        Na última sexta - feira (11) fomos a São Pedro da Serra (RJ) a convite do Cineclube Lumière de Lumiar para uma sessão do filme de Maria Torrelas Cubanas Mulheres em Revolução.




Em um lindo espaço aberto da denominada ECOARTE  que funciona como livraria, loja de artesanato e ponto de encontro das pessoas da região, a administradora do local Zelma (foto) apresentou a programação.



É um lugar muito agradável e acolhedor onde todos e todas se conhecem e se encontram.






Com muitas cadeiras extras, o filme, precedido do curta cubano Por primeira vez (lindo!) foi apresentado pelo Professor e cineclubista Joaquim Ferreira. Após, o Comitê apresentou o também curta-metragem sobre o bloqueio : 

https://www.youtube.com/watch?v=K7DJeKW7Kww&t=20s



Em seguida, o filme principal seguido de debate. O público, composto por Professores, Coletivo Ana Montenegro, Fundação Dinarco Reis, estudantes, moradores, foi muito aplaudido no final. 
Algumas pessoas muito emocionadas se interessaram a respeito do momento atual em Cuba (e, lógico, no Brasil, isso sempre acontece nas sessões...) sendo o debate que se seguiu muito animado e participativo.



O fato de contarmos com professores na plateia sempre nos anima, sabendo que são formadores de formadores .

Parabéns à cidade por contar com esse Ponto de Cultura.

    O interesse das pessoas pelo filme chegou ao ponto de algumas pessoas assistirem de pé durante toda a exibição.

Agradecemos o convite do cineclube Lumière e especialmente ao Professor e cineclubista Joaquim Ferreira.







10 de jan de 2019

Consulado da Venezuela no Rio de Janeiro e cariocas comemoram a posse de Maduro


         Hoje dia 10 de Janeiro realizamos um ato em defesa da posse legítima do Presidente Nicolás Maduro no Consulado da República Bolivariana da Venezuela no Rio de Janeiro. Salão Libertadores  lotado . Transmissão televisiva ao vivo de Caracas. Seguimos !!



         
              Vários Movimentos Populares,sindicalistas, militantes compareceram ao Consulado para assistir a posse do Presidente Nicolás Maduro Moros .




                    CHÁVEZ VIVE !!  MADURO SIGUE !!!